Acompanhem as postagens sobre automobilismo no ABCFox.org

A um tempo, deixei de escrever e reproduzir matérias por aqui. Fui convidado a escrever e cuidar da parte de “Automóveis e Automobilismo” no site ABCFox.org e estou me dedicando 100% nele.

Peço a todos que acompanhem as notícias por lá.

Agradeço a todos que acompanharam o blog até hoje e espero que continuem me acompanhando neste novo desafio.

Me sigam no Facebook: Murilo Garcia e o Portal ABCFox – Simplesmente Notícias.

 

 

 

Anúncios

Coquetel de lançamento dos 500 Quilômetros de São Paulo

Evento acontece nesta quarta-feira, no Cine Sala, na capital paulista. Corrida será disputada no dia 6 de setembro, no Velo Città.


O Automóvel Clube Paulista (ACP) convida jornalistas e integrantes da comunidade do automobilismo para o coquetel de lançamento da 31ª edição dos 500 Quilômetros de São Paulo, uma das mais tradicionais provas do esporte a motor nacional. O evento acontece nesta quarta-feira (27), a partir das 19h, em Pinheiros – São Paulo.

Protótipo que participou da edição em 2014 do 500 Km - Foto: Murilo Garcia

Protótipo que participou da edição em 2014 do 500 Km – Foto: Murilo Garcia

Como em 2014, os 500 Quilômetros de São Paulo serão realizados no moderno Velo Città, um dos mais modernos autódromos do País, localizado em Mogi Guaçu (SP). O evento acontecerá nos dias 4, 5 e 6 de setembro e deverá contar com alguns dos principais carros de corridas de longa duração.

Foto: Canal da Velocidde

Foto: Canal da Velocidde

Além da prova de 500 quilômetros, o evento contará com outras atrações, como o terceiro Encontro de Campeões, que reunirá pilotos que marcaram época no automobilismo brasileiro, exposição de carros antigos e corridas dos Clássicos de Competição, Fórmula 1600 e a Flying Lap.



(11) 3045-0836
Dinho Leme (11) 98339-7897 dinholeme@uol.com.br

Fórmula Truck libera acampamento no Velopark

Quarta prova do ano, a ser disputada no dia 14 de junho no autódromo de Nova Santa Rita, terá áreas especiais de camping para os gaúchos poderem ver o retorno da categoria à cidade da Grande Porto Alegre.


Santos (SP) – A corrida da Fórmula Truck no Autódromo Velopark, a quarta etapa da 20ª temporada da mais popular categoria continental, terá a área de camping liberada para a montagem de barracas. A partir da sexta-feira, dia 12 de junho, será possível escolher os lugares para ver a corrida. Para estacionar motos o preço é de R$ 5; carros R$ 10; vans R$ 24 e ônibus e motorhomes R$ 50. A área destinada para acampamento tem acesso pelo portão 5, com visibilidade para a reta oposta. Apenas neste local é permitido fazer churrasco, além de entrar com alimentos e bebidas. Esta é mais uma facilidade que a Fórmula Truck dá aos gaúchos, os mais fanáticos torcedores do automobilismo brasileiro.

Os moradores de Nova Santa Rita e da região terão a oportunidade de ver o retorno da Fórmula Truck ao Autódromo Velopark, onde a categoria só esteve duas vezes: 2010 e 2012. Agora, os fãs verão de perto novos caminhões e novos pilotos, além daqueles já bastante conhecidos do grande público.

Foto: Orlei Silva

Foto: Orlei Silva

A liderança do Campeonato Brasileiro está nas mãos de Leandro Totti (Volkswagen Constellation). Ele tem 123 pontos contra 106 de Felipe Giaffone, seu companheiro de equipe, e 101 de Djalma Fogaça, que corre com um Ford, que no Velopark deve ter um novo e mais potente motor. O quarto lugar é de Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), com 93 pontos, seguido pelo quinto colocado Jaidson Zini (Iveco), com 85 pontos, e por Wellington Cirino (Mercedes-Benz), que tem 75 pontos.

Ingressos à venda

Os ingressos para acompanhar a quarta corrida da 20ª temporada da Fórmula Truck, marcada para dia 14 de junho no Autódromo Velopark, em Nova Santa Rita, Rio Grande do Sul, podem ser adquiridos através do site www.lojaformulatruck.com.br/loja. As vendas pelo site se encerram na sexta-feira, dia 12 de junho. Para acompanhar, das arquibancadas, todos os treinos de sexta e sábado e a corrida o preço é de R$ 35 com direito a um boné oficial da F-Truck, que deverá ser apresentado no domingo junto com o bilhete de entrada. Quem optar por comprar os tickets de arquibancadas nas bilheterias do autódromo entre os dias 12 e 13 de junho (sexta e sábado) ainda ganha o boné, diferentemente dos que adquirirem somente no domingo (dia 14 de junho), que não receberão.

Foto: Orlei Silva

Foto: Orlei Silva

O bilhete de Paddock, ao preço de R$ 160, dá direito de acompanhar treinos e corrida de um local reservado pela organização próximo à área dos boxes, mas sem alimentação. No entanto, no domingo antes da prova, esse bilhete dá acesso à visitação aos boxes, somente para maiores de 16 anos. Além de tudo isso, a cada três ingressos de Paddock adquiridos se recebe uma credencial de estacionamento gratuito na parte interna do autódromo.

A credencial VIP, cujo preço é de R$ 600, dá ao portador acesso ao Camarote VIP da Fórmula Truck, com serviço de buffet incluso somente no domingo (14/6), além de participar da visitação aos boxes. A cada três ingressos VIP adquiridos, o comprador tem direito a uma credencial de estacionamento numa área especialmente reservada. As credenciais de Paddock e VIPs podem ser pagas com cartão de crédito ou dinheiro. Tanto em treinos quanto na corrida é obrigatório o uso das credenciais, que devem estar penduradas no pescoço.

Seja nos pontos de venda, situados nos postos Petrobras da região – os locais serão divulgados em alguns dias – ou nas bilheterias do autódromo, a única forma de pagamento é em dinheiro. Para ter direito à meia-entrada é preciso apresentar a Carteira de Identificação Estudantil, dentro do prazo de validade, junto com documento de identidade oficial. Terão direito à entrada gratuita Portadores de Necessidades Especiais (PNE), menores de oito anos, desde que acompanhados dos pais ou responsáveis, portando documentos, e idosos acima dos 60 anos, com Carteira de Identidade.

É proibido entrar nas arquibancadas portando garrafas e copos de vidro.

Mais informações podem ser obtidas pelo email: ingressos@formulatruck.com.br
Twitter: @Formula_Truck ou pelo telefone: (13) 3299-1144


Comunicação da Fórmula Truck:
Milton Alves (Mtb 16583 – SP)
Telefones: 13-3299-1144 e 13-9 9662-3442

Aclamação: Porsche GT3 Cup Challenge aprova Cascavel por unanimidade

Pedro Muffato, ícone do automobilismo local, experimenta bólido da categoria e sai encantado

Sobraram elogios no primeiro dia de atividade da Porsche GT3 Cup Challenge em Cascavel. Quem desconhecia a pista ficou encantado com o traçado, enquanto aquele que provavelmente é o maior especialista nos 3.058 metros do Autódromo Zilmar Beux acelerou pela primeira vez um carro da categoria e definiu a experiência como “incrível”.

Piquet e Muffato em Cascavel - Foto: Vanderley Soares

Piquet e Muffato em Cascavel – Foto: Vanderley Soares

Pilotos que pela primeira vez tiveram contato com o desafiador traçado vibraram com a mesma ênfase que Pedro Muffato, maior expoente da cidade do oeste paranaense nas pistas, manifestou depois de experimentar um bólido da classe Challenge.

“Eu andava forte e ainda sobrava espaço nas curvas. É uma experiência incrível acelerar um carro desse. Nunca tinha andado com o câmbio sequencial, é uma delícia. A maior facilidade para guiar, o contorno de curva incrível, faz com uma estabilidade impressionante. Percorri as curvas achando que estava no limite e ainda sobrava espaço”, afirmou o multicampeão, de 74 anos de idade e 49 de automobilismo, que aprovou com louvor o Porsche de competição (na mesma medida em que os pilotos enalteceram a pista).

Foto: Vanderley Soares
Com a palavra Dener Pires, promotor da Porsche GT3 Cup Challenge: “A avaliação de Cascavel é muito boa, desde o primeiro shakedown de quarta-feira. Todos que treinaram hoje elogiaram, foi unânime a aprovação da pista”.

Com efeito, os pilotos que realizaram a clínica de pilotagem e os treinos opcionais saíram eufóricos dos seus carros nesta quinta-feira.

“Tem que tirar o pé do freio o mais rápido possível e apertar o acelerador.
Gostei bastante da pista, muito rápida e desafia bastante o piloto. Tem que acreditar no carro e meter o pé embaixo. Gostei bastante”, disse Marcio Basso, competidor do carro #2 da classe Cup. Mais sucinto, o gaúcho Vitor Scheid, do carro #2 da classe Challenge, foi na mesma linha: “Na dúvida, a pedida aqui é acelerar.”

Um dos remanescentes da primeira prova da Porsche GT3 Cup Challenge, há uma década, Marcel Visconde se disse lisonjeado por pilotar no 11º circuito diferente na história da categoria. “Fico contente em fazer parte da estatística de novas pistas, porque devo ter corrido em todas elas. Desde a primeira formação do grid até o momento, tenho sido um aluno assíduo”, disse o dono do carro #15 da classe Cup. “Ainda não chegamos no limite do carro, mas a pista é muito agradável do ponto de vista de pilotagem. Tem algumas ondulações importantes, mas é questão de adaptar”, observou.
De fato, os pilotos reportaram alguns bumps no asfalto, condição percebida como mais um traço da forte personalidade da pista.

“As freadas aqui têm bastante ondulação, e o Porsche se acomodou bem. Quando chegar no limite, durante o final de semana, será um ponto delicado para os pilotos”, frisou Dener Pires. “O carro mais uma vez mostra sua versatilidade e capacidade: seja pista de alta, baixa, circuito de rua, ondulado etc. Vamos avaliar melhor na parte competitiva de fato, com os treinos oficiais e a classificação, quando os pilotos precisam daqueles três décimos a mais. Estou muito ansioso para ver o desenrolar de sexta-feira.”

Protagonista de uma das disputas mais aguerridas da temporada da Challenge e que lhe valeu a vitória na divisão de entrada (Challenge Sport) em Curitiba, Rodrigo Mello destacou o fato de Cascavel representar uma novidade para todos. “Como ninguém conhece a pista direito, vai contar muito quem conseguir absorver melhor os treinos. O traçado é bem interessante. Tem seus pontos de atenção, com risco de sair de traseira na saída da curva 0 e entrada da reta oposta. Tem que acreditar bastante na aderência do carro, que é fantástico”, afirmou o piloto do carro #29.

Gui Affonso, que retorna nesta etapa após ausência por compromisso familiares na passagem da Porsche GT3 Cup Challenge pelo Velo Città no mês passado, também destacou a oportunidade de desbravar uma nova pista. “Acho fantástico chegar a um circuito novo: é mais ou menos como embaralhar as cartas e distribuir de novo”, comentou o piloto do carro #4 da classe Cup. “A pista nova é um grande desafio. Teremos três dias incríveis em Cascavel.”

As atividades do segundo dia têm início às 10h desta sexta-feira. Além de um par de treinos opcionais de cada classe, estão programados mais dois treinos livres. As duas classificações acontecem à tarde. As corridas serão realizadas no sábado, a partir das 10h. O livetiming da categoria acompanha a programação a partir dos treinos livres de sexta. O portal Terra exibe a jornada de sábado ao vivo. Band e Sportv mostram as corridas em VT.

Programação – Etapa 2:
Sexta-feira, 22 de maio
10h – 10h30 – Treino Opcional 1 – Cup
10h35 – 10h55 – Treino Opcional 1 Parte A – Challenge
11h05 – 11h25 – Treino Opcional 1 Parte B – Challenge
11h30 – 12h – Treino Opcional 2 – Cup
12h15 – 12h50 – Briefing – Cup + Challenge
13h15 – 13h35 – Treino livre 1 Parte A – Challenge
13h45 – 14h05 – Treino livre 1 Parte B – Challenge
14h10 – 14h55 – Treino livre 1 – Cup
15h – 15h20 – Treino livre 2 Parte A – Challenge
15h30 – 15h50 – Treino livre 2 Parte B – Challenge
16h30 -16h45 – Treino Clasificatório – Cup
16h50 – 17h – Treino Classificatório Top 10 – Cup
17h10 – 17h20 – Treino Classificatório Grupo A – Challenge
17h35 – 17h45 – Treino Classificatório Grupo B – Challenge

Sábado, 23 de maio:
10h – 10h40 – Corrida 1 (25 min + 1 volta) Grupo B – Challenge
11h – 11h40 – Corrida 1 (25 min + 1 volta) – Cup
12h20 – 13h – Corrida 2 (25 min + 1 volta) Grupo A – Challenge
13h15 – 13h45 – Visitação de Box
13h30 – 14h15 – Porsche Experience
14h15 – 14h55 – Corrida 2 (25 min + 1 volta) – Cup


Texto: Luis Ferrari – Porsche Cup | Fotos: Vanderley Soares

Audi lança o novo TT no Rio de Janeiro

O modelo está mais estiloso, potente e tecnológico.

Porque não escolher a Cidade Maravilhosa para lançar um modelo de luxo? A Audi fez isto nesta última semana com o lançamento da versão 2015 do TT. O lançamento aconteceu no Copacabana Palace e com direito a show da Audi Ultra Band para apresentar o “cupê nervosinho” da marca alemã.

Foto: site Audi

Cupê ficou mais leve e tecnológico na nova versão.

O novo TT será oferecido em duas versões, ambas com motor 2.0 TSFI de 230 cv que pode chegar a 250 km/h e faz de 0 a 100 km/h em 5,9 segundos.

Na versão Attraction, vendida a R$209.990, é oferecido ar-condicionado, bancos dianteiros esportivos, elétricos e com combinação de couro e alcântara, sensor de luz, chuva e estacionamento, virtual cockpit, pedais em alumínio, start-stop, volante esportivo com comandos e “borboletas” para trocas de marchas em modo manual, rodas aro 18 em alumínio, faróis bixenônio com limpadores e ajuste automático de altura, vidros, espelhos, travas elétricas e um sistema de som com 155 Watts e 9 auto-falantes.

Já a versão Ambition, vendida a 229.990, é acrescentado o ar-condicionado automático, Audi Drive Select, rádio MMI Plus com GPS, faróis de LED, rodas aro 19 em alumínio e pacote de luzes.

A Audi ainda deve lançar, no segundo semestre, as versões TT Roadster (Conversível) e TTS. Para mais detalhes, acesse o site do Novo Audi TT.


Texto: Murilo Garcia – Automotor São Paulo | Foto: Site Audi


O que fazer para se tornar um piloto de corridas

A Fórmula Truck recebe muitos emails de gente querendo guiar os caminhões da categoria. Seguem informações básicas para as pessoas se tornarem pilotos capacitados a guiar os brutos.

Muita gente tem o sonho de guiar um caminhão de corrida numa pista, dividir a curva com os adversários, acelerar, receber a bandeirada quadriculada em primeiro lugar, subir no ponto mais alto do pódio, ser aplaudido pela torcida e levar um banho de champanhe. Esse sonho pode se tornar realidade? Claro que sim, mas para isso é preciso seguir alguns procedimentos burocráticos e que fazem parte do processo de se tornar um piloto de corrida.247219_480591_4Você, que não passou por uma das muitas categorias e nem disputou um campeonato de kart, onde normalmente se inicia no automobilismo, dificilmente terá o necessário conhecimento – técnico e esportivo – para ter o prazer de guiar os mais velozes caminhões do mundo e acelerar os brutos a mais de 200 km/h.

A Fórmula Truck, a mais popular categoria do automobilismo da América do Sul, recebe muitos pedidos de orientação sobre como fazer para se tornar um piloto de corridas. Aqui vão algumas importantes e obrigatórias dicas para se chegar lá.truck 3O primeiro passo para aqueles que ainda não conhecem os procedimentos do automobilismo e do kartismo é procurar uma das inúmeras escolas de pilotagem credenciadas e avalizadas pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) no seu Estado de origem. A CBA é a entidade máxima e que comanda o esporte a motor brasileiro. Começar bem é fundamental. Assim, antes de fazer sua matrícula, verifique e confirme junto à Federação de Automobilismo de seu Estado e do Distrito Federal se a escola está mesmo credenciada e é oficial. Caso contrário, seu curso não terá validade para a CBA.

Após completar e ser aprovado no curso, o aluno terá direito à primeira carteira de piloto, denominada PC, ou seja, Piloto de Competição. A carreira de piloto de competição, que começa como Novato nos campeonatos regionais, tem na sequência superior a PGC B (Pilotos Graduados de Competição B). Esse status é atingido somente após um novo curso ou depois um bom desempenho nas pistas na temporada anterior. Na prática é preciso mostrar que é muito bom.

O site oficial da CBA  mostra as várias formas para o piloto ter sua graduação elevada, incluindo o título de campeão ou vice-estadual. Mais detalhes podem ser obtidos no item Códigos e Regulamentos e entrar no Código Desportivo Nacional – CDA.

Realizado todo esse procedimento, e com a documentação obrigatória em ordem, aí começa a parte mais difícil para os pilotos. Para correr não basta ter somente vontade e determinação. É necessário patrocinadores para bancar as despesas, que são elevadas. Caso o próprio piloto tenha essa condição financeira, o próximo passo é encontrar uma equipe. Como será a primeira experiência em nível nacional, a preferência deve ser pelos certames estaduais, onde o nível técnico é menor e se aprende bastante sobre regras, acertos, tocadas durante uma corrida e outros detalhes que não podem ser ignorados (sob pena de severas punições) nas categorias top do automobilismo. É nos estaduais, seja de que Estado for, que se ganha experiência.

Somente depois de passar pela escolinha, ter noções básicas do automobilismo, conseguir patrocinadores andar nos campeonatos estaduais ou regionais se ainda assim a vontade de guiar um caminhão da Fórmula Truck, o caminho está aberto. O candidato deve acertar com uma das escuderias da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul e daí em diante, sim, é só acelerar e transformar em realidade o sonho de receber a bandeirada quadriculada em primeiro lugar.

Boa sorte!


Texto e fotos: Comunicação da Fórmula Truck

F1600: Luciano Zangirolami é confirmado na RS Racing

Piloto de Olímpia com experiência em categorias nacionais e internacionais disputará a temporada 2015 da Fórmula 1600.

Iniciando no automobilismo em 1990 no kart onde sagrou-se campeão brasileiro já na estreia e disputando e vencendo adversários como Helio Castroneves, Tony Kanaan e Tarso Marques, o piloto de Olímpia (cidade à 443km da capital SP), Luciano Zangirolami será piloto da equipe RS Racing na temporada 2015 da Fórmula 1600.LUCIANO ZANG.

O piloto adquiriu experiência em monopostos disputando categorias como o Britânico de Fórmula Renault, Fórmula Renault Americana, Fórmula Opel, Fórmula 2000 (EUA) e sagrando-se campeão Intercontinental de Fórmula Renault (EUA / México) em 1995.

No Brasil Luciano passou por categorias como o Brasileiro de Fórmula Uno, Fórmula Fiat, além da Stock Car Light, Trofeo Maserati e Sprint Race. Em 2008 o piloto foi cogitado para pilotar o carro brasileiro na Super Liga, campeonato que utilizava carros fórmula representando times de futebol.

foto_rui_solo

Na estreia dos motores Ford Zetec Rocam na categoria, Zangirolami pretende unir sua experiência como piloto com o conhecimento do chefe de equipe Rui Salles Jr. em busca de vitórias e brigar pelos títulos da categoria que nessa temporada realizará o Campeonato Paulista e a Copa Brasil.

 

 

 

Confira o currículo do piloto Luciano Zangirolami:

1990 – Campeão Brasileiro de Kart
1990 – Premiado melhor kartista do Brasil pelo Jornal Gazeta Esportiva
1991 – 3º colocado – Campeonato Brasileiro de Kart
1992 – 4º colocado – Campeonato Britânico de Fórmula Renault
1993 – 3º colocado – Campeonato Brasileiro de Fórmula Fiat
1994 – Vencedor do GP de Las Vegas – Fórmula Renault Intercontinental (EUA / México)
1995 – Campeão – Fórmula Renault Intercontinental (EUA / México)
1996 – 2º colocado – GP de Hockeinhein – Fórmula Opel Europeia
1997 – Vencedor do GP de Savanah Georgia – Campeonato Norte Americano F2000
1998 – Vice-campeão – Brasileiro de Fórmula Uno
1999 – Vencedor do GP de Curitiba – Stock Car Light
2000 – 3º colocado – Campeonato Brasileiro de Stock Car Light
2002 – Vice-campeão – Campeonato Brasileiro de Stock Car Light
2006 – Vice-campeão – Trofeo Maserati (Brasileiro)
2012 – Sprint Race

A RS Racing tem apoio de Ferramentas Corneta, STP Lubrificantes, Relógios Lapizta, Miami Soluções, Grupo Candinho Contabilidade, Bruno & Camila, Sindirepa e Jornal Oficina Brasil.


Texto e Fotos: VG3 – Assessoria de Imprensa e Comunicação